Os olhares e o bom dia

Compartilhe este texto:

A internet e as redes sociais são uma realidade na vida de uma grande quantidade de pessoas. Falas contra e a favor estão disseminadas por toda a… internet e partilhadas nas redes sociais. Afinal, é uma verdade universalmente conhecida que, mesmo quem detesta a internet e as redes sociais, precisa delas para se comunicar com o mundo contemporâneo.

Minha intenção não é falar disso. Quero escrever é sobre amizade. Amizades virtuais? Não. Sobre amizades reais e eu tenho como provar que elas existem e que as redes podem ser suas aliadas. Numa época em que se vê tanta gente usando seus dispositivos para agredir mais que denunciar agressões, para desejar a morte ao invés de um mundo melhor para todos; eu estou ligada, através da rede, a um grupo de pessoas que usa seus dispositivos para me desejar um bom dia. E é um desejo real, forte, que me encontra onde eu estiver, por vezes, mesmo antes de eu me erguer da minha cama.

Nossa história começou há quase 10 anos e quando um nova febre, a da conexão, passou a fazer parte da minha vida. Mesmo já existindo, a internet só se tornou um apelo diário para mim em de 2005. Eu estava no meio do doutorado e passado por uma das inúmeras crises que acompanham a imersão solitária num objeto de pesquisa. A internet e suas redes apareceram como um espaço de fuga e de lazer. Passei a escrever fanfics como forma de depositar as histórias que se formavam na minha cabeça paralelas a tese (isso acabou sendo o germe de minha jornada de escritora, mas aí é outra história). O fato é que consegui leitores. Alguns foram se tornando fiéis em seus comentários e avaliações, me indicando caminhos e me ajudando a melhorar. Isso levou à conversas pelo MSN, depois aos fóruns, depois ao Twiter, depois ao Facebook, ao Instagran e ao Whatsapp. Grupos fechados com regras e ordálios para entrar.

Somos gente de quase todo o Brasil. Temos vidas bem diferentes e experiências idem. No entanto, a leitura é para nós uma paixão acima de todas as outras. Somos um grupo que, ao se encontrar, leva livros para ler juntos, marca encontro em lançamentos literários, e tem verdadeiro fetiche por livrarias.

O grupo nunca se dissolveu. Perdemos alguns no caminho, ganhamos outros. Fazemos amigos secretos virtuais trocando textos, desenhos, vídeos, nosso carinho. Já namoramos juntos, casamos, tivemos filhos, acompanhamos alegrias e também as dores dos acidentes e das perdas de familiares. Usamos as redes para apoiar e não só para trocar. Usamos os dispositivos para dizer que, mesmo quando não concordamos, continuamos sentindo um imenso amor nos unindo via computadores e Smartphones.

Tem sido, nesses quase 10 anos, uma experiência incalculavelmente generosa e incomparável. Eu poderia dizer que somos quase uma família, mas, creio que, na maior parte das vezes, essa amizade está além das definições. São quase 10 anos de histórias que se fizeram dentro e fora da internet e das redes, nem daria para contar todas. Por isso, quis registrar aqui apenas uma dentre elas: a dos meus adoráveis bons dias, E eles vêm assim:

Bom dia do Victor Hugo, de Recife.

Bom dia do Victor Hugo, de Recife.

Bom dia da Bruna, de Santos.

Bom dia da Bruna, de Santos.

Bom dia da Lívia, de Guaíra (interior de SP)

Bom dia da Lívia, de Guaíra (interior de SP)

Bom dia da Priscila, do Rio de Janeiro

Bom dia da Priscila, do Rio de Janeiro

Bom dia da Diana, de Goiânia (dado ao fim do dia, quando ela viu as mensagens)

Bom dia da Diana, de Goiânia (dado ao fim do dia, quando ela viu as mensagens)

Bom dia da Naty, de Mauá (interior de SP)

Bom dia da Naty, de Mauá (interior de SP)

Bom dia do Cláudio, de São Paulo.

Bom dia do Cláudio, de São Paulo.

Bom dia da Kelly, de São Paulo.

Bom dia da Kelly, de São Paulo.

Bom dia da Dani, de São Paulo.

Bom dia da Dani, de São Paulo.

Bom dia da Daiane, de São Valentim (interior de Santa Maria, interior do RS).

Bom dia da Daiane, de São Valentim (interior de Santa Maria, interior do RS).

Bom dia da Luisa, do Recife.

Bom dia da Luisa, do Recife.

 

13 ideias sobre “Os olhares e o bom dia

  1. E mais uma vez você me leva às lágrimas. Amiga querida, irmã de alma. Nosso grupo é uma das coisas que mais me orgulho e mais me deixa feliz. Um grande beijo luminosos

  2. Sabe, isso aí não é justo com a pessoa que está no trabalho e precisa resolver pepinos. Pensando bem, é justo sim. Porque retirou os pepinos de campo e colocou só amor. Bom dia, minha querida amiga! Um beijo mega luminoso pra você da Livinha!

  3. Como faz pra não chorar lendo isso na casa da amiga que tá me hospedando? Amiga essa QUE ESCREVEU o texto?
    Bah ô Nika, assim tu acaba com a gente haha.
    Te amo e obrigada por tudo.
    ❤❤

  4. Como uma boa desempregada, vi este texto ás 11 da matina quando acordei, o que não deixa ainda de ser Bom dia. E me fez chorar. Chorar de felicidade e saudade. Lindas palavras, Nika! E que nossa família continue aumentando!

  5. Chorei horrores aqui no cantinho, lembrando do começo dessa jornada há 10 anos. E mesmo um pouco ausente, não consigo esquecer e deixar de amar essa família luminosa. <3

  6. Palavras me faltam para definir o que sinto neste momento. Mas VC já disse no texto acima não temos uma definição, um quadrado ou uma especificação exata do que somos um para o outro. E sinceramente eu gosto que sejamos assim , não convencionais neste mundo tão tradicionalmente cheio de moldes. Vcs são muitas coisas pra mim nos meus dias solitários, durante os meus momentos ruins, meus surtos de indignação por tanta coisa negativa que acontece neste mundo. É difícil de explicar para outras pessoas o que é ter vcs na minha vida, diariamente presente, geograficamente distantes mas nem por isso não tão amados. Bjs a todos

  7. Amiga, não tem como não se emocionar com esta mensagem. Sim, são dez anos praticamente. O tempo voa e a gente nem percebe. passamos por muita coisa e tenho fé de que passaremos por outras tantas, mas continuaremos unidos, pois assim estamos por nossas escolhas e semelhanças. Não somos iguais. temos opiniões divergentes e não poderia ser de outra maneira. Mas a amizade sincera e amor por todos do grupo supera essas pequenas diferenças. Grande beijo, Nika!!!

  8. Amei o que li , realmente a internet abre caminhos ( para mim foram só coisas boas) Conheci pessoas virtualmente. Reencontrei amigas de longa data , que nem tínhamos mais comunicação. Parentes que agora estão distantes. Ampliei meus conhecimentos , enfim….. gosto e aprender , ler as notícias boas ,me informar. E ainda mais fico feliz em saber que milhares de jovens tem uma vida regrada e sadia ( apesar de serem internautas)Parabéns a esse lindo grupo

  9. Nika, sua linda!! Maravilhoso ler esse texto, que expressa tão bem o que todos nós sentimos. E realmente, só por sermos uma família tão querida e que se ama tanto, foi possível que uma pessoa agrupasse os sentimentos e intenções de todos nós, num só texto. Só me deixou mais feliz e orgulhosa por fazer parte. Love You! Love You All! Bjokas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *